Nutes assina convênio com Ministério dos Direitos Humanos

A Universidade Estadual da Paraíba assinou nesta quarta-feira, 04, através do Núcleo de Tecnologias Estratégicas em Saúde (Nutes) um convênio com a Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa do Ministério dos Direitos Humanos. A assinatura foi feita pelo reitor da UEPB, Rangel Júnior, e pela secretária nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, Maria Socorro Medeiros de Morais.

De acordo com a secretaria nacional, o convênio vai permitir que as tecnologias desenvolvidas no Nutes, que visam assistir os idosos, possam chegar à essa população. “Com o convênio assinado temos a certeza que essas pesquisas vão ser acessíveis à população idosa que terá uma melhoria na qualidade de vida, sobretudo nas questões que envolvem o monitoramento de problemas de saúde e prevenção de acidentes”, ressaltou Maria Socorro Medeiros de Morais.

Durante a assinatura do convênio, Maria Socorro esteve acompanhada da coordenadora geral de projetos do Ministério de Direitos Humanos, Ana Paula Lima, do coordenador geral de Assuntos Administrativos do Ministério da Educação, Marcelo Guerreiro Caldas. Os representantes do governo federal foram recepcionados pelo professor Misael Morais e Kátia Galdino, coordenadores do Nutes, e pelo professor Manoel Freire, coordenador da Universidade Aberta da Maturidade (UAMA) da UEPB.

DSC_0113Na visita aos laboratórios do Nutes foram apresentadas as pesquisas com foco na população idosa.“Nossa equipe multidisciplinar tem engenheiros eletricistas e mecânicos, pesquisadores das áreas de computação, fisioterapia, odontologia, enfermagem, entre outras. Isso nos permite desenvolver estudos que, no caso de acidentes com idosos, possam analisar relatos e a partir deles apresentar soluções que visem a prevenção e o monitoramento”, declarou o professor Misael Morais.

A assinatura do convênio reafirma a capacidade que a universidade tem demonstrado em firmar parcerias com o governo federal que abrangem tecnologias aplicadas à saúde. “É extremamente importante que tenhamos novos caminhos abertos para parcerias com estruturas no âmbito federal. A UEPB possui hoje uma capacidade instalada muito diversificada e potencialmente pode captar recursos para financiamento de projetos de grande relevância social, especialmente na área de promoção da saúde, pelo viés da geração de tecnologia assistiva e suporte à prevenção e redução de danos, tudo visando a qualidade de vida”, destacou o reitor Rangel Júnior.

Related posts