Coordenador do Nutes participa missão acadêmica institucional em universidades de Portugal

O coordenador geral do Nutes, professor Misael Morais, participou de uma missão acadêmica que visitou instituições de ensino superior em Portugal. A comitiva foi liderada pela reitora da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), professora Celia Regina Diniz, e também com a presença do Chefe de Gabinete da Reitoria, professor Luciano Albino.

Com o objetivo de aproximar as relações e firmar parcerias, a comitiva da UEPB visitou a Universidade do Minho, em Braga e em Guimarães, e também o TecMinho. No encontro com o reitor da Universidade do Minho, professor Rui Vieira Castro, foi realizada a assinatura do Acordo de Cooperação Técnica entre UEPB e UMINHO. Esse documento possibilita a Universidade Estadual se aproximar de futuros vínculos com a instituição portuguesa no que diz respeito a acordos nas áreas de Educação e Ciências Sociais.

Durante a viagem, o coordenador geral do Núcleo de Tecnologias em Saúde (Nutes), professor Misael Morais, foi recebida pelo vice-reitor da UMINHO, professor Eugênio Campos Ferreira. Na oportunidade, o diálogo aconteceu na TecMinho, umas das referências na Europa no que diz respeito à conquista de patentes. Deste encontro também participaram a professora Isabel Ramos, do Departamento de Sistemas de Informação, e Andrea Carla de Azevêdo, que fez mestrado em Desenvolvimento Regional da UEPB e atualmente é pós-doutoranda da TecMinho (UMinho).

O professor Misael Morais, afirmou que esta missão acadêmica institucional entre a UEPB e UMINHO é uma tentativa da UEPB de ampliar suas ações de internacionalização, para que em breve seja possível criar vínculos institucionais com universidades que são referência na Europa. “Este é um investimento que a gestão da reitora Celia Regina tem tentado ampliar para que consigamos criar novos vínculos e formas de afirmação da UEPB fora do Brasil. Nossa aproximação com a TecMinho, por exemplo, tem o objetivo de conhecer a expertise deles no que se refere à transferência do conhecimento produzido na Universidade do Minho, que trabalha na proteção da propriedade industrial, na ciência, tecnologia, empreendedorismo e na formação com projetos de desenvolvimento humano e organizacional”, destacou.

A comitiva ainda visitou a Universidade Católica Portuguesa, na cidade do Porto, a Escola Superior de Biotecnologia da Católica, a Universidade de Aveiro, aUniversidade NOVA de Lisboa (FCT-DEE) e a UNINOVA (CTS).

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados

Traduzir »